Construção de novo centro de saúde na Batalha prevista para 2021
DATA
04/11/2020 11:12:39
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Construção de novo centro de saúde na Batalha prevista para 2021
A construção de um novo centro de saúde está entre as prioridades da Câmara Municipal da Batalha para o orçamento de 2021 e anos seguintes, anunciou ontem o município do distrito de Leiria.

O novo centro de saúde “Condestável” é um dos projetos previstos na proposta de orçamento e plano plurianual de investimentos (PPI) 2021 a 2025, refere uma nota de imprensa.

A autarquia vai colocar à apreciação pública as linhas principais para o orçamento de 2021 e anos seguintes “num período que se prevê exigente e de forte investimento em áreas estratégicas para a recuperação da economia, do emprego e da melhoria das condições de vidas dos batalhenses”, afirma o seu presidente, Paulo Batista Santos, em comunicado.

O responsável considera que “o próximo ano é decisivo para a recuperação da estabilidade familiar e fomentar a economia e o emprego, para além de consolidar as medidas de saúde que permitam ultrapassar a situação e consequências da pandemia da covid-19”.

“O orçamento de 2021 terá como marca principal o crescimento no investimento e a aposta na qualidade de vida”, acrescentou o autarca na referida nota.

A proposta de orçamento para 2021 será votada até ao final do mês de novembro e beneficiará de contributos recolhidos pelas freguesias, eleitos, partidos políticos e população em geral.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas