APMGF: Médicos de família elegem presidente para o triénio 2021/2023
DATA
13/11/2020 11:57:54
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




APMGF: Médicos de família elegem presidente para o triénio 2021/2023

Rui Nogueira e Nuno Jacinto são os dois candidatos à presidência da Direção Nacional (DN) da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) para o triénio 2021/2023.

No processo eleitoral em curso, os médicos de família (MF) vão poder escolher entre a lista Nova APMGF, encabeçada pelo atual presidente e MF da USF Norton de Matos (Coimbra), Rui Nogueira, e a lista Ser APMGF, liderada pelo atual secretário da DN e MF da USF Salus (Évora), Nuno Jacinto.

O ato eleitoral decorre já no próximo dia 21 de novembro, na sede da APMGF, em Lisboa, sendo que até ao próximo dia 18 serão aceites, no mesmo local, os votos dos associados que optarem por votar por correspondência.

Candidato a um terceiro mandato consecutivo à frente da APMGF, Rui Nogueira apresenta 12 eixos estratégicos, onde os desafios impostos pela pandemia estão mandatoriamente englobados.

“O nosso projeto, sob o lema ‘Nova APMGF - renovar e crescer’, apresenta-se aos associados numa postura de proximidade, privilegiando a ligação aos MF, servindo diferentes desafios e fases da sua carreira. Com base numa ‘nova sensibilidade’ apoiaremos necessidades e projetos pessoais e de equipas que contribuam para o desenvolvimento da Medicina Geral e Familiar (MGF) e dos cuidados de saúde. Faremos uso constante da modernização, cientes da evolução técnica, social e profissional e tendo em conta a ‘nova normalidade’”, sublinha o atual presidente que, na sua lista, integra “gente mais jovem e gente mais experiente”, como Nélson Rodrigues, Ana Barata, João Ramires, entre outros.

Por sua vez, Nuno Jacinto, rejeita a ideia de uma “direção fechada sobre si própria” – crítica que aponta à atual DN – e diz sentir que “podemos fazer as coisas de maneira diferente na APMGF, evoluir, ser mais abrangentes e, sobretudo, mais participativos e inclusivos”. Uma das propostas eleitorais da Ser APMGF é, precisamente, a de limitar a dois mandatos consecutivos a liderança da associação.

A lista encabeçada pelo MF de Évora congrega “uma mescla de jovens e de colegas mais experientes”, como Paula Broeiro, Conceição Outeirinho, Mário Santos, José Mendes Nunes, Ana Margarida Cruz, Inês Rosendo, Nina Monteiro, António Luz Pereira, entre outros.

Fique a conhecer as motivações e propostas concretas de cada um dos candidatos à liderança da APMGF nas entrevistas que publicamos hoje, no nosso site.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas