Covid-19: mais 91 mortes e 3.996 novos casos nas últimas 24 horas
DATA
16/11/2020 16:30:12
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: mais 91 mortes e 3.996 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal regista mais 91 mortes relacionadas com a Covid-19 e 3.996 novos casos confirmados de infeção nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje divulgado.

De acordo com o boletim da DGS, desde o início da pandemia, registaram-se 225.672 casos de infeção e 3.472 mortes.

A região Norte foi a que registou mais novos casos nas últimas 24 horas, com 2.063 infeções confirmadas, contabilizando 114.025 casos.

Dos 91 óbitos, 44 ocorreram na região Norte (que totaliza agora 1.607 mortes), 33 óbitos ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (que totaliza agora 1.302 mortes), 11 óbitos ocorreram na região Centro (que totaliza agora 433 mortes) e três óbitos ocorreram na região do Alentejo (que totaliza agora 79 mortes).

A região de Lisboa e Vale do Tejo totaliza hoje 80.809 casos (mais 1.350 nas últimas 24 horas).

A região Centro contabiliza 21.053 casos confirmados (mais 462), o Algarve 4.173 (56 novos casos) e o Alentejo regista 4.304 (mais 39).

Foram registados 10 novos casos nos Açores e 16 novos casos na Madeira, nas últimas 24 horas.

Os Açores totalizam 614 casos desde o início da pandemia e 15 mortes, e a Madeira 694 casos e dois óbitos por Covid-19.

De acordo com o boletim, houve mais 3.560 doentes recuperados, totalizando 142.155 casos de recuperação.

A DGS indica que houve ainda um aumento no número de doentes internados (mais 111), totalizando 3.040 e um aumento de 11 casos nos cuidados intensivos (total de 426), em relação a domingo.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, sendo entre os 40 e os 49 anos que se registam mais infeções, contabilizando-se um total de 37.832, seguida da faixa etária entre os 20 e os 29 anos, com 37.218 casos, e entre os 30 e os 39 anos, com 35.422.

Os dados indicam ainda que houve 99.448 homens e 121.802 mulheres infetados desde o início da pandemia. Existem ainda 4.422 casos de sexo desconhecido, devido ao envio automático dos mesmos, e que se encontram sob investigação.

Do total de vítimas mortais, 1.775 são homens e 1.697 são mulheres.

O maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos, com 2.344 mortes registadas desde o início da pandemia, seguindo-se a faixa entre os 70 e os 79 anos (687).

As autoridades de saúde têm sob vigilância 95.354 pessoas (mais 750 do que na véspera).

Uma oportunidade de ouro
Editorial | Nuno Jacinto
Uma oportunidade de ouro

O ano que agora terminou foi sem dúvida atípico, fora do normal e certamente ficará para sempre na nossa memória individual e coletiva. Mas porque, apesar de tudo, há tradições que se mantêm, é chegada a hora de fazer um balanço de 2020 e perspetivar 2021.

Mais lidas