Psoríase, uma doença transversal que deve ser olhada de forma integrada
DATA
23/11/2020 16:02:06
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Psoríase, uma doença transversal que deve ser olhada de forma integrada

Olhar para a psoríase como uma doença que se manifesta para além da pele foi um dos objetivos do webinar “Psoríase Uma Doença Além Da Pele”, promovido pelo Jornal Médico, com o apoio da LEO Pharma. O tema reuniu especialistas em Dermatologia e Psiquiatria, com moderação de Rui Tavares Bello, dermatologista do Hospital Lusíadas.

Com o objetivo de proporcionar uma visão abrangente sobre o tema, esta conversa virtual, que decorreu a 11 de novembro, teve como intervenientes Joana Cabete, dermatologista do Hospital de Santo António dos Capuchos, e Gustavo Jesus, psiquiatra e diretor clínico do Centro PIN e assistente hospitalar no Centro Hospitalar Lisboa Central.

Entender quais os principais motivos de surgimento da psoríase e estudar a sua relação com alterações do sistema nervoso central – nomeadamente, aumento dos níveis de ansiedade e situações de depressão – foram as questões que deram o mote a esta apresentação dos especialistas.

Na qualidade de moderador, Rui Tavares Bello começou por deixar bem clara essa relação, afirmando: “A psoríase é uma doença dermatopsíquica na medida em que determina alterações psicológicas, mas também assomatópsíquica e psicossomática no sentido de que alterações da componente psicológica podem determinar exacerbações e modificações da doença”.

Estava lançado o repto para ouvir a resposta dos especialistas ao tema proposto: “Psoríase Uma Doença Além da Pele”.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas