A relação entre psoríase e depressão
DATA
23/11/2020 16:09:25
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




A relação entre psoríase e depressão

A relação entre a psoríase e a depressão esteve em foco através da visão de Gustavo Jesus, diretor clínico do Centro PIN e assistente hospitalar no Centro Hospitalar Lisboa Central. O psiquiatra deu conta de que, na maioria dos estudos efetuados até ao momento, existe uma predominância de depressão muito maior nos doentes com psoríase, do que na restante população.

“Devo realçar também que a depressão é mais prevalente na psoríase no que maioria das doenças dermatológicas. A depressão não aparece só porque eu tenho psoríase e não gosto do que ocorre na minha pele, mas sim por mecanismos inflamatórios”, afirmou.

Mas porque é que o stress psicológico aumenta o risco de depressão? Em resposta, Gustavo Jesus afirmou que o stress tem um papel causal neste processo, pois mesmo doentes que apresentam lesões mínimas/não expostas podem apresentar taxas mais altas de prevalências depressivas devido à inflamação”.

Sendo que o que se verifica é que a depressão é também uma doença inflamatória, os doentes com depressões só por si, têm normalmente altos níveis de inflamação no seu organismo.

Mas o inverso também se verifica: “O stress psicossocial também tem uma relação com isto tudo, pois ele próprio leva à inflamação. Segundo um estudo que demorou 25 anos, desde a primeira análise dos doentes até à segunda análise, verificou-se que os doentes com depressão tinham uma evolução maior para desenvolver a artrite psoriática. As terapêuticas sobretudo biológicas têm mostrado uma grande corelação pele-articulação-cérebro”, afirmou o psiquiatra.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas