Correia de Campos inclui grupo de líderes no combate às resistências antimicrobianas

António Correia de Campos, antigo Ministro da Saúde, representa Portugal no grupo de líderes mundiais da Saúde no combate às resistências antimicrobianas, criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e pela Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE).

O principal objetivo deste grupo de líderes é o de garantir que são tomadas medidas capazes de travar as graves consequências que as resistências antimicrobianas representam para a saúde humana, animal e ambiental.

O recém-criado grupo, composto por atuais e antigos chefes de Estado e ministros de diversos países do mundo, CEO’s e líderes de organizações da sociedade civil, é copresidido pela Primeira-Ministra do Bangladesh, Sheikh Hasina, e pela Primeira-Ministra dos Barbados, Mia Mottley.

António Correia de Campos é o único português a integrar este grupo internacional.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas