Ministério da Saúde abre vagas para mais 462 médicos especialistas
DATA
14/12/2020 09:55:44
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Ministério da Saúde abre vagas para mais 462 médicos especialistas

O Ministério da Saúde emitiu os despachos que permitem a abertura de concursos para recrutamento de 462 médicos especialistas. Estes dividem-se pelas seguintes especialidades: 140 em medicina geral e familiar, 15 em saúde pública e 307 na área hospitalar, no âmbito da conclusão do internato médico da segunda época.

Podem candidatar-se a estes procedimentos os médicos que tenham concluído a formação médica especializada na segunda época de 2020, bem como outros especialistas nas áreas postas a concurso que não possuam uma relação jurídica de emprego com qualquer serviço, entidade ou organismo do Estado, incluindo do respetivo setor empresarial.

Os referidos despachos foram assinados pelo Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, e foram já publicados em Diário da República.

Estes procedimentos concursais acontecem em paralelo com outras medidas de recrutamento previstas, nomeadamente o regime excecional que permite que os hospitais do SNS possam até ao final do corrente ano ter autonomia para contratar médicos das especialidades mais carenciadas e com maior relevância no combate à pandemia, previstas no artigo 6.º e seguintes do Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março, na sua redação atual.

O Governo prossegue a política que tem vindo a adotar de reforço dos recursos humanos no SNS, “permitindo, assim, aos serviços e estabelecimentos de saúde um robustecimento da capacidade de resposta em especial no atual contexto de pandemia”, afirmou o secretário de Estado.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas