Skin +: A abordagem completa à doença psoriática com Cosentyx
DATA
22/12/2020 11:58:36
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Skin +: A abordagem completa à doença psoriática com Cosentyx

O simpósio satélite organizado pela Novartis, no âmbito do 1.º Congresso Virtual de Dermatologia e Venereologia, focou a abordagem completa à doença psoriática, incluindo as afeções ao nível do couro cabeludo, ungueal, palmoplantar e articular. A Dr.ª Martinha Henrique, dermatologista no Centro Hospitalar de Leiria, que integrou o painel de especialistas desta sessão, contextualizou a temática e resumiu as principais mensagens partilhadas nas comunicações proferidas pelo Prof. Doutor Paulo Filipe, diretor do Serviço de Dermatologia do Hospital de Santa Maria, e pela Prof.ª Doutora Elsa Sousa, assistente de Reumatologia da mesma unidade hospitalar.

Responder holisticamente ao desafio colocado pela evolução da doença psoriática, nas suas diferentes manifestações, localizações e comorbilidades – ir além do envolvimento cutâneo – passou a ser um objetivo cada vez mais patente na abordagem dos profissionais de saúde que intervêm no acompanhamento destes doentes, cuja qualidade de vida está significativamente comprometida pela progressão da doença.

Sabendo-se que “30 a 40% dos doentes com psoríase têm ou vão ter artrite psoriática” e porque “em 70% dos casos a doença cutânea precede a doença articular e em 20% dos casos a doença cutânea e articular aparecem simultaneamente, a psoríase é, assim, um bom biomarcador para o reumatologista”, referiu a Dr.ª Martinha Henrique. É fundamental, salientou, “prevenir o dano estrutural” irreversível e aproveitar “a janela de oportunidade” que se abre com uma abordagem terapêutica efetiva e precoce da psoríase.

De acordo com a especialista, “o secucinumab tem dados robustos na psoríase, quer de segurança, quer de efetividade, demonstrada a mais de dois anos, bem como dados em localizações difíceis, quer em ensaios clínicos dedicados, quer na prática clínica em doentes com várias comorbilidades”. A Dr.ª Martinha Henrique sublinhou o papel do secucinumab não só na melhoria da afeção cutânea, mas também no envolvimento músculo-esquelético, ao nível articular e com impacto positivo na qualidade de vida dos doentes, e concluiu reiterando a importância da colaboração entre a Dermatologia e a Reumatologia na otimização da “abordagem completa do doente psoriático”.

Assista ao depoimento em vídeo:

Uma oportunidade de ouro
Editorial | Nuno Jacinto
Uma oportunidade de ouro

O ano que agora terminou foi sem dúvida atípico, fora do normal e certamente ficará para sempre na nossa memória individual e coletiva. Mas porque, apesar de tudo, há tradições que se mantêm, é chegada a hora de fazer um balanço de 2020 e perspetivar 2021.

Mais lidas