Administradores hospitalares pedem responsabilidade no combate à pandemia
DATA
11/01/2021 09:46:24
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Administradores hospitalares pedem responsabilidade no combate à pandemia

A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares apelou ao sentido de responsabilidade para garantir e adequar as respostas no combate à covid-19, com a “redução do ruído, causador de alarme social”.

 A associação afirma “total disponibilidade para colaborar com as autoridades, sabendo que cada administrador hospitalar fará tudo ao seu alcance para responder à gravidade do momento” e destacando que desde o início da pandemia “tem contribuído para o diálogo, conhecimento e gerar de consensos”.

“Desenvolvemos programas de formação, estudos e ferramentas de planeamento para responder à pandemia de covid-19. Alertámos para a necessidade de mitigar os efeitos do redirecionamento de recursos sobre os doentes não-covid. Apresentámos propostas concretas baseadas na antecipação, planeamento e operacionalidade dos meios”, lê-se na nota de imprensa.

A associação assinala ainda que “a situação de elevada gravidade ao nível da evolução da pandemia” no início de 2021 colocou os serviços de saúde sob “extrema pressão” e alerta que os tempos que se avizinham “são de aumento das dificuldades para os serviços de saúde, para os seus profissionais e para os doentes”.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas