As prioridades da nova direção da APMGF em foco na edição 116 do Jornal Médico
DATA
12/02/2021 12:25:00
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



As prioridades da nova direção da APMGF em foco na edição 116 do Jornal Médico

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), Nuno Jacinto, é o protagonista da entrevista que faz a capa da edição 116 do Jornal Médico. Em foco estão as prioridades do mandato iniciado em janeiro, com o médico a olhar igualmente para os desafios colocados pena pandemia de Covid-9 e o impacto nos Cuidados de Saúde Primários. E a concluir que esta era a oportunidade para investir na reforma do setor.

Esse é também o ângulo do editorial desta edição, assinado por Joana Romeira Torres, da direção da APMGF. A autora escreve sobre o que designa como a “hiperventilação” dos Cuidados de Saúde Primários.

A Medicina Geral e Familiar é igualmente analisada por Paulo Santos, coordenador do livro com o mesmo título. Nele, olha-se para os 40 anos da especialidade, mas também para a realidade atual do exercício da profissão. O médico de família é – diz, em entrevista – “o provedor da saúde”.

Nesta edição, o Jornal Médico dá ainda a palavra à presidente da Sociedade Portuguesa de Oncologia, Ana Raimundo, que reflete sobre o impacto da pandemia nas doenças oncológicas, defendendo a adoção de um plano de contingência que permita recuperar cirurgias.

Do mesmo modo, o presidente da Sociedade Portuguesa de Alergologia Pediátrica, Libério Ribeiro, dá conta de que a pandemia suscitou interrogações sobre as alergias, mas partilha igualmente as novidades debatidas no evento SPAP Digital 2020.

Uma das realidades que a crise sanitária veio evidenciar foi a da telemedicina. Os últimos números oficiais dão conta de um crescimento das consultas não presenciais, mas a investigadora Ana Luísa Neves, que coordena um estudo internacional, alerta para a necessidade de acautelar os riscos de cibersegurança associados.

Em foco nesta edição está igualmente a abordagem terapêutica nas dislipidemias, pela visão do cardiologista Hélder Dores e do especialista de Medicina Interna Luís Andrade.

Como habitualmente, há espaço para a opinião do médico de família Rui Cernadas e do presidente da Associação Portuguesa de Medicina Hospitalar, Lúcio Meneses de Almeida. Já a bióloga Rita Ponce escreve sobre “vírus, variantes e evolução”. E há ainda espaço para a participação de médicos internos de MGF.

A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Joana Romeira Torres
A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
A Organização Mundial de Saúde alude que os Cuidados de Saúde Primários (CSP) são cruciais para a obtenção de promoção da saúde a nível global. Neste sentido, a Organização Mundial dos Médicos de Família (WONCA) tem estabelecido estratégias que têm permitido marcar posição dos mesmos na comunidade médica geral.

Mais lidas