Lusíadas Saúde lança teleconsultas de urgência em todo o país
DATA
04/03/2021 14:14:38
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Lusíadas Saúde lança teleconsultas de urgência em todo o país

A Lusíadas Saúde lançou um novo serviço de teleconsultas para adultos que vai permitir dar uma resposta imediata a episódios de urgência a partir da sua casa. Este novo serviço conta com o envolvimento das equipas do atendimento urgente da equipa Lusíadas e é capaz de avaliar e dar resposta clínica a vários sintomas.

 

“Com a pandemia o acesso à saúde transformou-se, a medicina do futuro passou a viver comumente nos dias de hoje, com a mesma segurança e a mesma qualidade de cuidados. A partir de agora, além da oferta de teleconsulta já existente, os nossos clientes poderão, através da app +Lusíadas ou por call center, marcar a teleconsulta SOS Adulto no horário mais próximo”, explica Chief Transformational Officer da Lusíadas Saúde, Sofia Couto da Rocha, em comunicado.

Sublinha ainda que “serão avaliados por um médico do corpo clínico que os encaminhará e aconselhará a partir do domicílio, permitindo chegar mais cedo e com maior conforto às necessidades de quem procura”

“Com a Teleconsulta SOS adulto, não esquecemos a avaliação presencial, sempre que for necessário, havendo uma verdadeira integração dos cuidados de saúde”, finaliza.

O serviço está disponível para todo o país e conta com o apoio das equipas médicas do Hospital Lusíadas Lisboa, Porto, Braga e Clínica Lusíadas Faro. 

Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.