BIAL reforça plataforma de apoio para doentes de Parkinson
DATA
09/04/2021 14:37:19
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



BIAL reforça plataforma de apoio para doentes de Parkinson

A empresa farmacêutica BIAL desenvolveu uma nova área no site “Keep it ON”, dedicado à doença de Parkinson, que tem como objetivo apoiar as pessoas que padecem desta patologia.

Esta nova área, lançada simbolicamente no Dia Mundial da Doença de Parkinson, que se assinala a 11 de abril, contou com a colaboração da Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA), e com especialistas em nutrição, voz e cognição, conforme nota enviada. Este reforço na plataforma BIAL irá abranger quatro vertentes fundamentais para o bem-estar das pessoas que vivem com a doença: nutrição, exercício, voz e cognição.

“Acreditamos em exercitar de forma diferente. Ao combinar o movimento, a voz e a cognição, pode-se replicar melhor e consequentemente melhorar as atividades diárias na doença de Parkinson”, defendem Josefa Domingos e John Dean, membros da direção da EPDA e fisioterapeutas.

Contextualizando o tema, a BIAL define a doença de Parkinson como uma “patologia neuro-degenerativa, crónica e progressiva, caracterizada por uma forte redução do neurotransmissor dopamina, provocada pela degeneração de determinados neurónios no cérebro”. A prevalência da doença está estimada em 300 por cada 100.000 habitantes, aumentando para 1 em 100 na faixa etária entre os 55 e os 60 anos. A EPDA estima que cerca de 1,2 milhões de pessoas sofram da patologia na Europa.

Apesar da existência de variada informação acerca de alimentação e atividade física, as pessoas com doença de Parkinson têm necessidades específicas, e todos os conteúdos da plataforma foram desenhados para dar resposta a estas mesmas necessidades.

Desde 2017 que a BIAL desenvolve campanhas globais relativas ao Dia Mundial da Doença de Parkinson, com o objetivo de sensibilizar a população para esta doença e a forma como afeta as pessoas que por ela são atingidas, bem como os seus familiares.

“A criação de uma nova área de treino apoia o nosso compromisso de melhorar avida das pessoas com doença de Parkinson em todo o mundo. Trabalhar com parceiros especialistas é crítico para assegurar que os recursos que criamos fazem realmente a diferença para as pessoas com doença de Parkinson, ajudando-as a seguir uma dieta saudável, e a manterem-se em movimento e ativas todos os dias”, explica Rui Sobral, diretor do departamento global da doença de Parkinson.

Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?
Editorial | António Luz Pereira
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?

Nestes últimos dias tem sido notícia o número de vagas que ficaram por preencher, o número de jovens Médicos de Família que não escolheram vaga e o número de utentes que vão permanecer sem médico de família. Há três grandes razões para isto acontecer e que carecem de correção urgente para conseguir cativar os jovens Médicos de Família.

Mais lidas