INEM implementa sistema automático de devolução de chamadas
DATA
22/04/2021 14:36:55
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



INEM implementa sistema automático de devolução de chamadas

O sistema de call back (devolução de chamadas) dos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) passou a ser feito de forma automática, desde o dia 8 de abril.

Em comunicado, o INEM explica que “a automatização deste sistema permite concentrar os profissionais do INEM no atendimento e acionamento de meios e recuperar de forma mais rápida as chamadas perdidas e/ou desligadas na origem e que, por isso, não são triadas pelos profissionais”.

Acrescenta que este sistema tem como objetivo “impedir que qualquer chamada realizada fique sem atendimento e permite recuperar chamadas desligadas na origem ou que ‘caíram’ antes de serem atendidas”.

Até ao dia 8 de abril existiam Técnicos de Emergência Pré-hospitalar escalados no CODU para fazer a devolução das chamadas, sendo que, com a automatização do sistema, “esta função é feita de forma mais célere, dando indicações aos contactantes de como proceder no caso de ainda necessitarem de apoio por parte do INEM”.

Os dados de abril 2021 revelaram que “nos CODU são atendidas, em média, 3235 chamadas por dia. Diariamente, cerca de 24 chamadas são perdidas ou desligadas na origem sendo que o novo sistema automático de call back recuperou 100% das destas chamadas”, pode ler-se em nota enviada.

Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas