INSA colabora em registo nacional de casos pediátricos de Covid-19 com internamento hospitalar
DATA
30/04/2021 15:41:35
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

INSA colabora em registo nacional de casos pediátricos de Covid-19 com internamento hospitalar

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através do seu Departamento de Epidemiologia, está a colaborar com a Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP) no desenvolvimento do registo nacional de casos pediátricos de Covid-19 com internamento hospitalar (EPICENTRE.PT).

Segundo comunicado, o registo EPICENTRE.PT irá contribuir para o “melhor conhecimento da epidemiologia, apresentação, necessidades de cuidados e evolução da doença Covid-19 pediátrica em geral e da neonatal de transmissão vertical e horizontal”. Este registo pediátrico irá igualmente identificar particularidades diferenciadoras da infeção ao longo do espectro da idade pediátrica e das vias de transmissão.

“As entidades responsáveis pelo projeto esperam também identificar fatores preditivos da gravidade da doença, complicações e sequelas, mas também descrever a sua gravidade e evolução”, afirma o INSA.

O EPICENTRE.PT é da responsabilidade clínica da Sociedade de Cuidados Intensivos Pediátricos (SCIP) e da Sociedade Portuguesa de Neonatologia (SPN) da SPP, que colaboram com  o Departamento de Epidemiologia do INSA. Este último assume a gestão técnica da plataforma de registo online, a liderança na análise de dados e elaboração de relatórios científicos, bem como a articulação com os parceiros internacionais.

O acesso à plataforma de inserção de dados online do EPICENTRE.PT é feito através de hiperligação que a SCIP e a SPN disponibilizam às unidades de internamento de crianças que expressem o desejo de participar. Neste registo podem ser inseridos os episódios de internamento ocorridos em Portugal desde março de 2020, em que tenha sido identificada infeção por SARS-CoV2 com determinados critérios.

O EPICENTRE.PT operacionaliza em Portugal o registo internacional EPICENTRE, promovido pela European Society for Paediatric and Neonatal Intensive Care (ESPNIC), em colaboração com o Murdoch Children Research Institute, da Universidade de Melbourne (Austrália). 

Um ano depois…
Editorial | Susete Simões
Um ano depois…

Corria o ano de 2020. A Primavera estava a desabrochar e os dias mais quentes e longos convidavam a passeios nos jardins e nos parques, a convívios e desportos ao ar livre. Mas quando ela, de facto, chegou, a vida estava em suspenso e tudo o que era básico e que tínhamos como garantido, tinha fugido. Vimos a Primavera através de vidros, os amigos e familiares pelos ecrãs. As ruas desertas, as mensagens nas varandas, as escolas e parques infantis silenciosos. Faz agora um ano.

Mais lidas