Imagiologia de Urgência na cabeça e pescoço em foco nas Affidea Scientific Talks
DATA
13/05/2021 16:26:27
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Imagiologia de Urgência na cabeça e pescoço em foco nas Affidea Scientific Talks

A próxima edição das Affidea Scientific Talks, que se vai realizar no dia 22 de maio em formato online, terá como tema “Imagiologia de Urgência: Cabeça & Pescoço”. Este webinar, organizado pela Affidea Portugal, conta com o patrocínio científico da Ordem dos Médicos (OM), da Sociedade Portuguesa de Radiologia e Medicina Nuclear (SPRMN) e da Nova Medical School.

Nesta sessão, vários especialistas da área irão abordar o tema e fazer a apresentação de casos clínicos relevantes, com o objetivo de “familiarizar os médicos radiologistas e técnicos de radiologia sobre o tipo de lesões mais frequentes e o tipo de apresentação dessas lesões”, para que seja feito um “diagnóstico rápido e eficiente”, afirma em comunicado o médico radiologista e orador do webinar, Fernando Torrinha.

Apesar das situações de urgência em cabeça e pescoço não serem muito frequentes, é necessário reconhecer os padrões das patologias que necessitam de intervenção urgente.

“Perturbação da via aerodigestiva superior, ou seja, situações que comprometem a respiração ou a deglutição e ainda as situações infecciosas, nomeadamente todo o tipo de inflamações, infeções, fleimões e abcessos do anel de Waldeyer e do compartimento visceral do pescoço, além das situações de trauma facial e cervical, incluindo a aspiração ou deglutição acidental de corpos estranhos” são, segundo o médico, as situações de urgência mais frequentes.

“A imagiologia permite localizar e definir a doença para melhor ação terapêutica, se necessário de intervenção”, conclui.

MGF 2020-30: Desafios e oportunidades
Editorial | Gil Correia
MGF 2020-30: Desafios e oportunidades

Em março de 2020 vivemos a ilusão de que algumas semanas de confinamento nos libertariam para um futuro sem Covid-19. No resto do ano acreditámos que em 2021 a realidade voltaria. Mas, por definição, a crise é uma mudança de paradigma. O normal mudou. Importa que a Medicina Geral e Familiar se adapte e aproveite as oportunidades criadas. A Telemedicina, a desburocratização e um ambiente de informação, amigável flexível e unificado são áreas que me parecem fulcrais na projeção da MGF no futuro.

Mais lidas