Agências nacionais e europeias discutiram futuro da área do medicamento

O INFARMED- Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde organizou uma reunião Heads of Medicines Agencies (HMA), que congrega os responsáveis das agências nacionais do medicamento dos estados-membros da União Europeia (UE). O encontro permitiu discutir o futuro da área do medicamento.

Realizada no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da UE, esta reunião permitiu fazer “um ponto de situação sobre os temas correntes desta área, avaliarem a implementação das novas legislações em curso e receberem em primeira mão informação sobre iniciativas inovadoras que se propõem melhorar a prestação de cuidados de saúde ao nível europeu”, esclarece, em comunicado, o INFARMED.

Entre estes tópicos abordados estiveram as novas competências da Agência Europeia do Medicamento (EMA), a implementação da recém-aprovada Estratégia Farmacêutica para a Europa e a negociação da proposta de regulamento relativo à Avaliação das Tecnologias de Saúde (HTA).

A rede de responsáveis de autoridades nacionais do medicamento dedicou também especial atenção a um conjunto de projetos focados na instalação de novas ferramentas tecnológicas e inovadoras, bem como nas ações tomadas pela Comissão Europeia (CE) no combate à COVID-19.

O encontro virtual contou com cerca de uma centena de participantes do HMA, de representantes EMA, da CE e da Direção-Geral da Saúde e da Segurança dos Alimentos (DG SANTE).

A rede constitui um fórum para a coordenação e troca de opiniões e propostas sobre questões relativas ao sistema regulamentar europeu e ao papel das autoridades nacionais nesse sistema. O HMA coopera com a EMA e com a CE, neste caso através da SANTE

Desde o início do ano que o INFARMED é responsável pela coordenação de 20 reuniões dos diversos comités e grupos de trabalho que fomentem a progressão dos trabalhos na área do medicamento e dos dispositivos médicos por forma a cumprir os objetivos para este setor e assumidos pela presidência portuguesa do Conselho da UE.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.