COVID-19: SNS deve intensificar rastreios a utentes, acompanhantes e visitas
DATA
24/06/2021 16:23:59
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



COVID-19: SNS deve intensificar rastreios a utentes, acompanhantes e visitas

Um despacho hoje publicado em Diário da República determina que os estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) devem intensificar os rastreios ao vírus SARS-CoV-2 a utentes, acompanhantes e visitas para identificação precoce da doença COVID-19.

Assinado pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, o despacho define que estes rastreios “são realizados, preferencialmente, com recurso a testes rápidos de antigénio (TRAg), sem prejuízo da possibilidade de realização de testes de amplificação de ácidos nucleicos (TAAN)”.

“Tendo em conta a atual situação epidemiológica, e, não obstante a já implementada realização programada e regular de rastreios, a prossecução da estratégia de medidas de desconfinamento determina a necessidade de intensificar os rastreios oportunísticos nas referidas unidades de saúde”, refere o documento.

O despacho acrescenta, ainda, que a realização destes testes é assegurada pelos profissionais de saúde de cada estabelecimento ou serviço do SNS.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas