FCT NOVA, NOVA Medical School e FCT LabLab anunciam o primeiro curso de impressão 3D para o setor da saúde
DATA
21/07/2021 11:39:59
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




FCT NOVA, NOVA Medical School e FCT LabLab anunciam o primeiro curso de impressão 3D para o setor da saúde

A NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, em parceria com a NOVA Medical School e a FCT LabLab, criou o curso “Impressão 3D para a Saúde: do problema à solução”. Esta ação formativa, de quatro dias, que conta com o apoio da empresa FAN3D, destina-se a todos os profissionais de saúde que na sua atividade recorrem cada vez mais ao fabrico aditivo.

O novo curso, com início a 30 de setembro, é essencialmente prático, propondo “acompanhar todos os passos de uma impressão 3D, desde a recolha de dados até ao desenvolvimento do modelo, sem esquecer a preparação do modelo para impressão e pós processamento”, avança, em comunicado, a NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA.

Durante os quatro dias de formação, será possível entender as técnicas e os princípios deste tipo de impressão, aprender a manipular os ficheiros que servem como ponto de partida e escolher a forma de impressão 3D mais adequada para cada criação, entre outras competências. 

A iniciativa tem a coordenação de vários professores e investigadores de ambas as Faculdades, designadamente Cláudia Quaresma, professora e investigadora da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, e Helena Canhão, da NOVA Medical School.

Estão, desde já, abertas as inscrições para a primeira edição do “Impressão 3D para a Saúde: do problema à solução”, curso com início agendado para 30 de setembro.

MGF 2020-30: Desafios e oportunidades
Editorial | Gil Correia
MGF 2020-30: Desafios e oportunidades

Em março de 2020 vivemos a ilusão de que algumas semanas de confinamento nos libertariam para um futuro sem Covid-19. No resto do ano acreditámos que em 2021 a realidade voltaria. Mas, por definição, a crise é uma mudança de paradigma. O normal mudou. Importa que a Medicina Geral e Familiar se adapte e aproveite as oportunidades criadas. A Telemedicina, a desburocratização e um ambiente de informação, amigável flexível e unificado são áreas que me parecem fulcrais na projeção da MGF no futuro.

Mais lidas