Rui Nunes tomou posse no Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida
DATA
23/07/2021 14:26:04
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Rui Nunes tomou posse no Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida

O presidente da Associação Portuguesa de Bioética (APB), Rui Nunes, foi empossado como membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV).

“Enquanto presidente da APB é uma responsabilidade acrescida passar a integrar este conselho, e (…) também um sinal de confiança (…)”, que vem reforçar a relevância da Bioética na tomada de “decisões tão importantes no contexto atual da saúde em Portugal”, frisa Rui Nunes.

O recém-empossado membro do CNECV considera que o cenário que se apresenta nestes tempos a Portugal e ao mundo obriga a “repensar profundamente a ética da ciência e da investigação, e a necessidade de um ‘humanitarismo comum’, genuíno, e centrado na pessoa humana e na sua dignidade”.

“No último ano a Ciência e a Saúde foram postas à prova como nunca e foi necessário, em tempo recorde, desenvolver tratamentos e meios de controlo da pandemia que confrontaram os mais elementares direitos das pessoas”, afirma o presidente da APB, acrescentando que “é claro que o vírus SARS-CoV-2 veio para ficar”. Ora essa realidade, assinala Rui Nunes, “irá colocar desafios acrescidos aos poderes políticos e à investigação médica e científica”.

O CNECV é um órgão consultivo independente, que funciona junto da Assembleia da República. A sua principal missão é analisar os problemas éticos suscitados pelos progressos científicos nos domínios da biologia, da saúde e das ciências da vida.

Este mandato, o sexto do CNECV, com uma duração prevista de cinco anos, teve início a 21 de julho, após tomada de posse dos seus membros no Parlamento.

Investir na Saúde é também investir na Formação
Editorial | Carlos Mestre
Investir na Saúde é também investir na Formação

Em março de 2021 existia em Portugal continental um total de 898.240 pessoas sem Médico de Família (MF) atribuído, ou seja, 8,7% da população não tem um acompanhamento regular com todas as medidas preventivas e curativas inerentes ao papel do especialista em Medicina Geral e Familiar (MGF).

Mais lidas