COVID-19: Alargada até final de agosto a comparticipação integral de testes rápidos de antigénio
DATA
30/07/2021 11:05:43
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



COVID-19: Alargada até final de agosto a comparticipação integral de testes rápidos de antigénio

A comparticipação a 100% dos testes rápidos de antigénio (TRAg), que terminava no fim do mês de julho, continuará em vigor até 31 de agosto, de acordo com portaria publicada em Diário da República.

O Governo fundamenta a prorrogação desta medida com “a atual situação epidemiológica”, em que “importa assegurar a manutenção da vigência do regime excecional e temporário estabelecido, continuando a intensificar a utilização de testes para deteção do SARS-CoV-2, realizados de forma progressiva e proporcionada ao risco”.

O objetivo da comparticipação a 100% dos testes rápidos de antigénio (TRAg) é fortalecer a testagem por parte da população e reforçar o controlo da pandemia. Atualmente, em Portugal continental são 450 as farmácias que disponibilizam testes gratuitos, que podem ser realizados também em 105 laboratórios aderentes a esta iniciativa do Estado.

A referida portaria fixa o valor de dez euros como preço máximo para efeitos de comparticipação, estando esta limitada a um máximo de quatro testes por mês e por utente. Não se aplica a quem já tem o certificado de vacinação (atestando o esquema vacinal completo) ou o certificado de recuperação, nem aos menores de 12 anos.

 

Investir na Saúde é também investir na Formação
Editorial | Carlos Mestre
Investir na Saúde é também investir na Formação

Em março de 2021 existia em Portugal continental um total de 898.240 pessoas sem Médico de Família (MF) atribuído, ou seja, 8,7% da população não tem um acompanhamento regular com todas as medidas preventivas e curativas inerentes ao papel do especialista em Medicina Geral e Familiar (MGF).

Mais lidas