COVID-19: infetados, já com vacinação completa, não vão além dos 0,3%
DATA
24/08/2021 12:30:33
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



COVID-19: infetados, já com vacinação completa, não vão além dos 0,3%

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou que, desde janeiro, apenas 0,3% da população com esquema vacinal completo foi infetada pelo vírus SARS-CoV-2, o que corresponde aproximandamente a cerca de 16.600 pessoas, num universo de 13,5 milhões de pessoas vacinadas, 7,9 milhões com a primeira dose e cerca de 5,6 milhões com ambas as tomas.

Entre os casos de infeção, a estrutura liderada por Graça Freitas sublinha 115 pessoas internadas com diagnóstico principal por COVID-19: a maioria com idade superior a 80 anos, e quase metade apresentando diagnóstico secundário, avança a agência Lusa.

“No mesmo período [desde janeiro] foram registados 168 óbitos em pessoas com esquema vacinal completo. Destes, 81% (134) tinham mais de 80 anos”, refere a DGS, salientando que, “independentemente da realização de mais estudos, a proteção oferecida pela vacina parece reduzir três vezes o risco de morte na população mais idosa”.

De acordo com os dados obtidos, a “pequena proporção de pessoas não vacinadas” com idades mais avançadas é responsável por 40% dos óbitos, o que “reforça a proteção conferida pelas vacinas contra a doença grave e morte”.

Esta monitorização envolve a DGS, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), a Administração Central do Sistema de Saúde e a `task force´ que coordena o plano de vacinação contra a COVID-19.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas