Pedro Morais Silva esclarece que “cada lesão de urticária individualmente dura menos de 24 horas”
DATA
07/09/2021 10:31:39
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Pedro Morais Silva esclarece que “cada lesão de urticária individualmente dura menos de 24 horas”

O imunoalergologista Pedro Morais Silva afirma que “a urticária é bastante fácil de identificar, apesar de ter algumas particularidades”, explicando que se caracteriza pelo aparecimento de pápulas pruriginosas. Trata-se de eritema, com elevação da pele, que desaparece à digitopressão e com prurido intenso. 

 

“Cada lesão de urticária, individualmente, dura menos de 24 horas. Esta, de todas as características, é a que quero que retenham com mais atenção, porque é muito importante para fazer o diagnóstico potencial para outras patologias”, frisa o especialista.

Ressalva ainda que “a coalescência não é sinal de gravidade”, nem deverá levar a outro diagnóstico, por se tratar apenas de um espectro de manifestação.

Uma urticária que surge muito subitamente numa pessoa, em princípio, pode ser grave. Mas é particularmente grave se for associada a sintomas respiratórios ou cardiovasculares.

No âmbito das Sessões Alergo promovidas pela A. Menarini Portugal, Pedro Morais Silva aborda também a classificação da urticária, explicando a distinção entre a doença aguda e crónica. Veja os highlights da apresentação, em vídeo: 

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas