×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 34880
SPMI organiza curso focado nas novas tecnologias ao serviço da pessoa com diabetes
DATA
22/09/2021 17:48:12
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



SPMI organiza curso focado nas novas tecnologias ao serviço da pessoa com diabetes

O Centro de Formação em Medicina Interna (FORMI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) vai organizar no dia 15 de outubro, em Lisboa, um curso de “Novas tecnologias ao serviço da pessoa com diabetes”. Esta ação formativa destina-se a internos ou especialistas em Medicina Interna, médicos de outras especialidades e médicos do Ano Comum.

Para Alexandra Vaz, internista e coordenadora da formação, este curso, que terá a duração de um dia e carga letiva de sete horas, é “uma mais-valia para qualquer interno ou especialista em Medicina Interna” uma vez que “vai ao encontro do que de mais recente existe relativamente a meios digitais e dispositivos médicos ao serviço dos profissionais de saúde, mas principalmente da pessoa com diabetes”.

“No mundo digital e tecnológico em que vivemos, o desafio de adaptação é diário. Todos os dias a tecnologia avança e é por isso fundamental que os profissionais de saúde acompanhem esta evolução para que possamos ajudar a pessoa com diabetes a usufruir de tudo o que é hoje disponibilizado no mercado e, em consequência, a viver com mais qualidade de vida”, esclarece ainda a especialista.

Com este curso, a SPMI pretende capacitar os formandos de conhecimentos e ferramentas que lhes possibilitem conhecer plataformas digitais que permitam a gestão parcial da diabetes mellitus à distância; dispositivos e monitorização contínua de glicemia e monitorização de glicemia intersticial e sistemas de perfusão subcutânea de insulina.

Além disso, os participantes vão também ter oportunidade de “adquirir conhecimentos relativos a bases teóricas do funcionamento dos dispositivos de monitorização contínua; conhecer a tecnologia por detrás do sistema de monitorização flash da glicose e aplicação de sensores; e também conhecer as diferenças, vantagens e inconvenientes de glicose intersticial e glicemia capilar”.

O curso será ministrado por profissionais da Unidade de Diabetes do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, sob coordenação de Alexandra Vaz.

Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?
Editorial | António Luz Pereira
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?

Nestes últimos dias tem sido notícia o número de vagas que ficaram por preencher, o número de jovens Médicos de Família que não escolheram vaga e o número de utentes que vão permanecer sem médico de família. Há três grandes razões para isto acontecer e que carecem de correção urgente para conseguir cativar os jovens Médicos de Família.

Mais lidas