×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 34880
ULS do Nordeste recebe equipamento que permite realizar exames de forma mais rápida
DATA
23/09/2021 09:43:14
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


ULS do Nordeste recebe equipamento que permite realizar exames de forma mais rápida

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste dispõe agora de um novo ecógrafo portátil que permite efetuar o exame de diagnóstico de forma mais “rápida e confortável” sem sair da enfermaria.

Em comunicado, a ULS explica que este investimento se traduz numa “importante mais-valia” para os doentes internados no Serviço de Medicina Interna da Unidade Hospitalar de Bragança. Esclarece ainda que o novo equipamento “está preparado para dar resposta aos estudos mais avançados de ecocardiografia nas suas diversas vertentes, nomeadamente na área de cardiologia, exames abdominais, vasculares, músculo-esqueléticos e partes moles e na radiologia de intervenção”.

O ecógrafo portátil é composto por um carro rodado de suporte, por uma consola com ecrã de imagem tátil, a partir da qual é efetuada a maior parte das operações, e ainda por quatro sondas (sonda cardíaca transtorácica, sonda convexa abdominal, sonda linear/vascular e sonda transesofágica).

A consola do ecógrafo integra, ainda, um arquivo digital que possibilita uma “análise pós-processamento do exame com medição e elaboração de relatórios sem perda dos dados originais nem de qualidade da imagem, resultando assim numa redução do tempo da realização do estudo clínico, efetuado de forma completa e precisa”, pode ler-se na nota enviada.

Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?
Editorial | António Luz Pereira
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?

Nestes últimos dias tem sido notícia o número de vagas que ficaram por preencher, o número de jovens Médicos de Família que não escolheram vaga e o número de utentes que vão permanecer sem médico de família. Há três grandes razões para isto acontecer e que carecem de correção urgente para conseguir cativar os jovens Médicos de Família.

Mais lidas