UMinho desenvolve plataforma gratuita de autoavaliação da dor crónica

O Centro de Medicina Digital P5 da Escola de Medicina da Universidade do Minho (UMinho) criou uma plataforma gratuita de autoavaliação da dor crónica. O lançamento coincide com a celebração dos Dias Nacionais da Luta contra a Dor, que se assinalam hoje e sábado.

 

Em comunicado, a instituição de ensino frisa que se trata de uma ferramenta “única em Portugal, desenvolvida por uma equipa multidisciplinar da Escola de Medicina, para ajudar a identificar situações que possam beneficiar de encaminhamento para os cuidados de saúde ou aconselhar a marcação de uma consulta”.

Além da plataforma, o P5 lançou ainda um programa de monitorização que será um “módulo essencial” na gestão da dor crónica, na criação de estratégias individuais para o seu combate e ainda na melhoria da qualidade de vida de cada paciente.

Será também disponibilizado um programa de consultoria para profissionais de saúde e cuidadores, centralizando informação e fornecendo formação especializada no campo da dor crónica.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas