SPCMIN reúne mais de 30 simuladores para médicos testarem cirurgias inovadoras

A Sociedade Portuguesa de Cirurgia Minimamente Invasiva (SPCMIN) realiza na sexta-feira e no sábado, em Peniche, o 14.º Congresso Internacional da SPCMIN, que contará com 30 simuladores. Os médicos participantes vão poder testar cirurgias inéditas ou pouco frequentes no País.  

“Este será um evento importante e frutífero para os profissionais de saúde, no qual serão apresentadas as mais recentes técnicas e tecnologias cirúrgicas que podem beneficiar aqueles que mais necessitam de tratamentos inovadores, seguros e eficazes. É de extrema importância retomar as atividades e reuniões científicas, respeitando todas as normas sanitárias de segurança recomendadas, de forma a permitir e incentivar a formação, atualização e investigação de excelência dos profissionais de saúde”, afirma o cirurgião e presidente da SPCMIN, Hélder Ferreira, em comunicado enviado.

Os cerca de 400 médicos e enfermeiros inscritos vão poder simular cirurgias, como transplantes do útero e gastrectomia por via esofágica, diagnóstico com recurso a Inteligência Artificial e cirurgia robótica.

“Vai ser o maior encontro científico pós-pandemia na área da cirurgia minimamente invasiva e dará a conhecer aos profissionais presentes – não só de Portugal, mas também de outros países – o que hoje há de mais inovador a nível mundial nas diferentes disciplinas desse tipo de operação médica”, disse Hélder Ferreira.

Entre os oradores estarão Andrew Gumbs, especialista em cirurgia minimamente invasiva ao fígado, pâncreas e vesícula biliar; Shailesh Puntambekar, primeiro médico da India a realizar uma cirurgia robótica oncológica, e David Martinez Aras, precursor do uso da manga endoscópica para redução de estômago sem necessidade de bypass bariátrico.

O congresso também irá promover um simpósio específico sobre tratamentos minimamente invasivos a lesões resultantes da prática de surf.

“Vamos analisar as duas faces da questão. Por um lado, teremos, por exemplo, o surfista Alex Botelho a contar-nos a sua experiência de recuperação após um acidente que o deixou seis minutos no mar sem oxigénio, sob o risco de registar lesões cerebrais permanentes. Por outro, teremos também a vertente clínica, com especialistas como o médico holandês Ingvar Berg a ensinar-nos formas de prevenir a artroscopia do joelho e outras doenças motivadas pela prática prolongada de surf”, disse Hélder Ferreira.

As inscrições podem ser realizadas até 28 de outubro aqui. Para mais informações, consulte o site oficial da SPCMIN.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas