APMGF organiza encontro sobre ajuste da gestão da diabetes aos tempos atuais
DATA
03/11/2021 09:50:01
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



APMGF organiza encontro sobre ajuste da gestão da diabetes aos tempos atuais

O Grupo de Estudos em Diabetologia (GED) da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) vai organizar, no dia 13 de novembro, o 3.º Encontro Anual de Diabetologia, em formato online. Um dos objetivos primordiais será repensar a atenção dada aos diabéticos nos cuidados de saúde primários (CSP).

“Uma das grandes novidades para o Encontro deste ano passa pela necessidade que temos de nos adaptar a uma nova forma de fazer consultas. Obviamente que a consulta presencial será sempre o pilar da Medicina Geral e Familiar [MGF] e da relação médico-doente, que muito prezamos, mas com a pandemia percebemos que além dos cuidados presenciais podemos desenvolver cuidados à distância e através de teleconsultas”, sublinha a coordenadora do GED e membro da comissão científica e organizadora do evento, Ângela Neves.

Acrescenta que “uma teleconsulta pode ser algo de muito útil, em situações pontuais, para realizar vigilâncias intermédias e perceber se as coisas correm bem com o doente, fazer ajustes de dose de insulina ou de medicação, corrigir erros de alimentação ou esclarecer dúvidas. Por outro lado, permitem que familiares que de outra forma não estariam na consulta possam ter contacto com a equipa de saúde”.

Vai ainda ser alvo de atenção a revisão terapêutica, uma vez que pouco antes do início da pandemia registaram-se introduções de novas soluções de tratamento e algumas modificações nas normas de orientação clínica.

A propósito da sessão “Organizar serviços centrados na pessoa com diabetes”, Ângela Neves antevê que esta será uma oportunidade para analisar as potencialidades que os Médicos de Família (MF) devem investigar na personalização dos seus cuidados ao doente diabético. “No início do tratamento da diabetes, tínhamos muito poucas armas terapêuticas e não conseguíamos fazer personalização absolutamente nenhuma. Hoje em dia, a medicação disponível para a diabetes envolve muitos dos ramos fisiopatológicos da doença e a personalização pode intervir aí”, frisa.

Já na sessão “Médicos no papel de doente”, a coordenadora do GED adianta que a mesma conseguirá oferecer aos participantes “uma perspetiva única e dupla sobre a doença”. Trata-se de uma mesa-redonda “relacionada exatamente com esta dinâmica, com a necessidade de percebermos o que o outro lado se apresenta como mais difícil”.

You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade
Editorial | António Luz Pereira, Direção da APMGF
You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade

No ano de 2021, foram realizadas 36 milhões de consultas médicas nos cuidados de saúde primários, mais 10,7% do que em 2020 e mais 14,2% do que em 2019. Ou seja, aproximadamente, a cada segundo foi realizada uma consulta médica.