Mais 20 Unidades de Saúde Familiar passam para modelo B
DATA
22/11/2021 09:40:26
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Mais 20 Unidades de Saúde Familiar passam para modelo B

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou que o Governo autorizou mais 20 Unidades de Saúde Familiar (USF) a passar para modelo B, num total de 40 em 2021. Adiantou ainda que existem mais 142 USF do que em 2015.

A governante, que falou no parlamento durante a interpelação ao Governo sobre Saúde, insistiu que o Governo recrutou mais profissionais de saúde, que o “saldo líquido é de 852 médicos de família face a dezembro de 2015 e que, no total, foram recrutados mais 148 mil trabalhadores na área da Saúde, dos quais cerca de 4 mil médicos”.

Lembrou, contudo, que existem mais inscritos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) - mais 388 mil, dos quais 138 mil este ano. “É a imagem de um SNS que não deixa ninguém à porta”, frisou.

Marta Temido referiu que o SNS registou em setembro um “aumento na atividade assistencial” e que os níveis já são equiparados aos pré-pandemia, relevando que, “com a adesão dos profissionais de saúde ao regime extra de incentivos para recuperação da atividade foi possível realizar mais 113 mil consultas e mais 55 mil cirurgias”.

Mencionou ainda que, no futuro, a aprovação do projeto do estatuto do SNS “abrirá caminho à negociação do regime de dedicação plena, devolverá autonomia na contratação aos hospitais” e dará também mais autonomia à administrações regionais de saúde.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas