OM: “Declarações da ministra da Saúde são inqualificáveis”
DATA
26/11/2021 09:30:31
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


OM: “Declarações da ministra da Saúde são inqualificáveis”

A Ordem dos Médicos (OM) classificou como “inqualificáveis” as declarações da ministra da Saúde relativamente à falta de médicos, afirmando que “perdeu toda a credibilidade” e que os clínicos saberão dar resposta à “atitude totalmente inaceitável”.

O bastonário refere-se ao facto de Marta Temido, na quarta-feira numa audição na comissão parlamentar de Saúde sobre “Dificuldades que o Centro Hospitalar de Setúbal está a enfrentar”, requerida pelo PCP, ter afirmado que “outros aspetos como a resiliência, são aspetos tão importantes como a sua competência técnica”.

“Mais grave, a ministra acusou os médicos de não serem resilientes – numa atitude falsa e provocatória que não dignifica o lugar que ocupa e que é sempre profundamente injusta, ainda mais com as provas dadas nos últimos dois anos de dedicação extrema e superação perante a maior pandemia da história recente”, reforça Miguel Guimarães no site oficial da OM.

O bastonário realça ainda que “os médicos de Portugal fizeram mais com menos, salvaram milhares de vidas, fizeram muitos milhões de horas extraordinárias, foram um exemplo na forma como cuidaram, trataram e protegeram os doentes e no combate à pandemia. Os números mostram uma capacidade de resiliência invulgar elogiada a nível nacional e internacional”.

Avisa que “os médicos saberão dar a resposta a esta atitude totalmente inaceitável”.

#sejamestrelas
Editorial | António Luz Pereira
#sejamestrelas

Ciclicamente as capas dos jornais são preenchidas com o número de novos médicos. Por instantes todos prestam atenção aos números. Sim, para muitos são apenas números. Para nós, são colegas que se decidiram pelo compromisso com os utentes nas mais diversas áreas. Por isso, queremos deixar a todos, mas especialmente aqueles que abraçaram este ano a melhor especialidade do Mundo uma mensagem: “Sejam Estrelas”.

Mais lidas