Psoríase: impacto sistémico e relação com as doenças inflamatórias do intestino
DATA
26/11/2021 09:56:50
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Psoríase: impacto sistémico e relação com as doenças inflamatórias do intestino

“Sendo a psoríase uma patologia relativamente frequente na população, nomeadamente na portuguesa, é sempre difícil concluir que existe uma associação direta com qualquer outra doença. Nós dermatologistas estimamos que cerca de 2 a 5% da população portuguesa tem psoríase nas suas diferentes formas de apresentação, por isso não é de estranhar que ocorra também por associação casual em alguns doentes com doença inflamatória do intestino”.

Quem o diz é Gabriela Marques Pinto, dermatologista e diretora clínica adjunta do Centro Hospitalar e Universitário de Lisboa Central - Hospital Santo António dos Capuchos, que participou no oitavo episódio do Podcast Skin Partners, uma iniciativa do Jornal Médico com o apoio da LEO Pharma que dá voz à pele.

Para esta conversa deu também o seu contributo Joana Torres, gastrenterologista no Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, e no Hospital da Luz, em Lisboa, e Professora Auxiliar na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

“A prevalência da psoríase em doentes com doença inflamatória encontra-se, ou parece encontrar-se, aumentada em comparação com a população em geral e vice-versa. Tanto a psoríase como a doença inflamatória são doenças que têm um curso flutuante, com períodos de agudização que alternam com períodos de remissão, o diagnóstico (…) ocorre numa idade jovem, mas ambas podem ser diagnosticadas em qualquer idade”, esclareceu a gastrenterologista.

Neste episódio é abordada a psoríase, procurando entender, qual o impacto sistémico desta patologia inflamatória crónica e a sua relação com as doenças inflamatórias do intestino. A doença inflamatória intestinal e a psoríase partilham predisposição genética, bem como mecanismos imunológicos.

Aceda aqui ao podcast.

#sejamestrelas
Editorial | António Luz Pereira
#sejamestrelas

Ciclicamente as capas dos jornais são preenchidas com o número de novos médicos. Por instantes todos prestam atenção aos números. Sim, para muitos são apenas números. Para nós, são colegas que se decidiram pelo compromisso com os utentes nas mais diversas áreas. Por isso, queremos deixar a todos, mas especialmente aqueles que abraçaram este ano a melhor especialidade do Mundo uma mensagem: “Sejam Estrelas”.

Mais lidas