INSA revela que Portugal apresenta uma atividade gripal esporádica
DATA
10/12/2021 14:19:23
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



INSA revela que Portugal apresenta uma atividade gripal esporádica

Portugal apresenta uma atividade gripal esporádica, com uma taxa de incidência de 10,1 casos por cada 100 mil habitantes, anunciou o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

O boletim de vigilância epidemiológica da gripe e outros vírus respiratórios do INSA adiantou que na semana de 29 de novembro a 5 de dezembro, “estimou-se uma taxa de incidência de síndrome gripal de 10,1 por cada 100 mil habitantes”.

Segundo o mesmo, estes valores, que devem ser interpretados tendo em conta que a população sob observação foi menor do que em períodos homólogos de anos anteriores, foram apurados através da rede médicos-sentinela, um sistema de informação constituído por médicos de geral e familiar do continente e das regiões autónomas.

No que diz respeito à vigilância laboratorial, que permite a identificação de vários vírus respiratórios, o relatório indica que a rede portuguesa de laboratórios dos hospitais detetou “três casos positivos para o vírus da gripe tipo A, sendo um deles do subtipo H3N2”.

Quanto ao parâmetro de gravidade, “não foi reportado nenhum caso de gripe” pelas 15 unidades de cuidados intensivos que enviaram informação, avançou o INSA, adiantando que, na região europeia, regista-se uma “tendência crescente da atividade gripal”.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.