Ómicron responsável por quase 90% das infeções em Portugal
DATA
05/01/2022 10:03:10
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Ómicron responsável por quase 90% das infeções em Portugal

A variante Ómicron já é responsável por quase 90% das infeções em Portugal, um “aumento abrupto” que ocorreu pouco mais de um mês após os primeiros casos, anunciou o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

“Desde 06 de dezembro, tem-se verificado um elevado crescimento na proporção de casos prováveis da variante Ómicron, tendo atingido uma proporção estimada de 89,6% no dia 3 de janeiro de 2022”, esclareceu o relatório do INSA, acrescentando que o “aumento abrupto” de circulação comunitária desta variante assemelha-se ao “cenário observado em outros países”, como a Dinamarca e o Reino Unido.

Os primeiros 13 casos da Ómicron em Portugal foram detetados no final de novembro, mas a 6 de dezembro o INSA adiantava que já tinham sido registados 37 casos. Uma semana depois, a 14 de dezembro e ainda com apenas 69 casos detetados, o mesmo relatório indicava a circulação comunitária da Ómicron, o que se veio a confirmar a 20 do mesmo mês, quando a variante já era responsável por uma proporção estimada de 46,9% das infeções.

Com a variante Delta a perder progressivamente terreno, depois de ter sido a predominante durante vários meses, a Ómicron era responsável por 82,9% das infeções registadas no final do ano, de acordo com os dados da última análise de risco da pandemia das autoridades de saúde.

Até à data, o INSA já analisou 24.638 sequências do genoma do novo coronavírus, obtidas de amostras colhidas em mais de 100 laboratórios, hospitais e instituições, representando 303 concelhos de Portugal.

#sejamestrelas
Editorial | António Luz Pereira
#sejamestrelas

Ciclicamente as capas dos jornais são preenchidas com o número de novos médicos. Por instantes todos prestam atenção aos números. Sim, para muitos são apenas números. Para nós, são colegas que se decidiram pelo compromisso com os utentes nas mais diversas áreas. Por isso, queremos deixar a todos, mas especialmente aqueles que abraçaram este ano a melhor especialidade do Mundo uma mensagem: “Sejam Estrelas”.

Mais lidas