Novos equipamentos aplicaram protocolo de dor torácica em 1.506 situações em dois meses
DATA
17/01/2022 17:13:30
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Novos equipamentos aplicaram protocolo de dor torácica em 1.506 situações em dois meses

Os novos monitores das ambulâncias de emergência médica permitiram aplicar o protocolo de dor torácica em 1.506 situações nos dois primeiros meses de utilização, comunicou o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Os Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar do INEM aplicaram o protocolo de dor Torácica em 1.506 ocorrências de emergência médica durante novembro e dezembro de 2021, os primeiros dois meses de utilização dos novos monitores de sinais vitais colocados nas 56 ambulâncias de emergência médica do Instituto.

Estes monitores, entre outras funções, permitem realizar no local da ocorrência uma eletrocardiograma de 12 derivações e enviar o resultado para os médicos reguladores presentes nos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM, permitindo assim a assistência e encaminhamento mais adequados dos doentes com dor torácica, nomeadamente daqueles com suspeita de enfarte agudo do miocárdio.

Permitem ainda outras funcionalidades essenciais para a prestação de socorro, como a desfibrilhação automática externa (DAE), e representaram um investimento do INEM superior a 600 mil euros.

A experiência dos primeiros meses de atividade destes monitores reflete, assim, “a garantia de uma melhoria da prestação de cuidados de saúde a quem deles necessita, designadamente aos doentes com sinais e sintomas de patologia cardíaca”, frisou o INEM.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.