Obesidade: especialistas empenhados em derrubar preconceito associado à cirurgia bárica
DATA
02/03/2022 15:51:33
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Obesidade: especialistas empenhados em derrubar preconceito associado à cirurgia bárica

Segundo especialistas na área do tratamento da obesidade, o estigma associado ao doente obeso e à cirurgia bariátrica precisa de ser combatido e desmistificado perante a população geral e os profissionais de saúde.

O diretor do Centro de Responsabilidade Integrado de Obesidade do Centro Hospitalar e Universitário de S. João, Eduardo Lima da Costa, afirma que “não só em Portugal, mas em todo o mundo ocidental se criticam atitudes discriminatórias, e muito bem, para os mais variados assuntos”, mas ainda se continua “a tolerar alguma discriminação” em relação a estes doentes.

“Numa sociedade modernizada como a nossa, o último preconceito ainda tolerado é o preconceito relativo à obesidade”, acrescenta.

Esta posição é partilhada pelo vice-presidente da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade, António Albuquerque, afirmando que os obesos são “até muitas vezes estigmatizados pelos próprios profissionais de saúde que entendem que a obesidade não é uma doença” e lamentando a culpabilização que está associada a estes doentes.

“Ainda há alguma resistência de parte da nossa população e até de uma parte significativa dos clínicos para com as cirurgias para a obesidade”. António Albuquerque refere a importância dos casos de sucesso e aponta os resultados positivos como provas de que a obesidade é uma doença que pode ser combatida, recorrendo também à cirugia.

Eduardo Lima Costa vê nestes casos de sucesso a esperança para outros doentes. Cada caso deve ser tratado individualmente com tratamentos customizados e adaptados.

“Existem tratamentos customizados adaptados a cada uma das pessoas, rapidamente eficazes, seguros e sustentados no tempo”, disse, aconselhando as pessoas a procurar equipas multidisciplinares dedicadas a este problema.

O cirurgião conclui afirmando que “durante muito tempo ficamos reféns do sucesso inicial da banda gástrica, que neste momento é absolutamente histórica, e agora as pessoas já perceberam que há técnicas que dão muito melhor qualidade de vida às pessoas”.

Para dar apoio a doentes obesos foram também criadas instituições como a Associação Portuguesa dos Bariátricos (APOBARI) que visa promover a cirurgia bariátrica aos candidatos elegíveis. O acompanhamento assenta no apoio técnico através do Serviço Social, esclarecimento de informações e apoio na acessibilidade das cirurgias.

Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve
Editorial | Gil Correia
Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve

É quase esquizofrénico no mesmo mês em que se discute a carência de Médicos de Família no SNS empurrar, por decreto, os doentes que recorrem aos Serviços de Urgência (SU) hospitalares para os Centros de Saúde. A resolução do problema das urgências em Portugal passa necessariamente pelo repensar do sistema, do acesso e de formas inteligentes e eficientes de garantir os cuidados na medida e tempo de quem deles necessita. Os Cuidados de Saúde Primários têm aqui, naturalmente, um papel fundamental.