Governo quer investir nos estabelecimentos de saúde na área da saúde mental
DATA
10/05/2022 09:47:26
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Governo quer investir nos estabelecimentos de saúde na área da saúde mental

O primeiro-ministro, António Costa, reconhece a necessidade de investir na área da saúde mental. “Até há pouco tempo, as pessoas não assumiam quando havia problemas de saúde mental como sendo um problema de saúde. Era um tabu. Era algo que envergonhava. A primeira barreira está vencida”, defendeu o primeiro-ministro.

Durante a conferência sobre o “Futuro da Europa”, dedicada aos jovens, António Costa admitiu que “o programa de integração de psicólogos nas escolas está a ser lento”. O programa visa colocar psicólogos nas escolas de forma a garantir o acompanhamento, proteção e “melhor resposta aos problemas de saúde mental entre os jovens”.

O primeiro-ministro recordou uma estratégia nacional para a saúde mental, que foi aprovada há mais de um ano, e que “as verbas do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), entre a dimensão das vulnerabilidades, vão preencher fundamentalmente em duas dimensões”, como por exemplo os “cuidados continuados integrados, para responder à população idosa, e a execução da estratégia de saúde mental”.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.