Portugal na linha da frente da taxa de vacinação contra o HPV na Europa
DATA
24/05/2022 14:00:00
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Portugal na linha da frente da taxa de vacinação contra o HPV na Europa

Os resultados de um novo estudo a nível europeu que retrata o impacto da pandemia de COVID-19 na perceção dos pais relativamente à vacinação infantil contra outras doenças, em particular o HPV, vão ser apresentados no evento online do dia 24 de maio, entre as 13h00 e as 14h00, a propósito da Semana Europeia Contra o Cancro.

Neste estudo, realizado a pedido da MSD, que envolveu mais de 7 mil pais de oito países diferentes da União Europeia, foi possível concluir, por exemplo, que um em cada cinco da Europa, que afirmam estar consciencializados sobre o HPV, não sabem que este vírus pode causar cancro e 42% dos pais desconhece que as vacinas podem ajudar a prevenir alguns tipos de cancro.

O estudo revela que Portugal destaca-se por ser dos países mais pró-vacinas da União Europeia, com 70% dos pais a considerar importante que os seus filhos sejam vacinados contra outras condições além da COVID-19. O estudo, revela ainda que a perceção dos pais portugueses sobre a vacinação foi uma das mais impactadas pela pandemia de COVID-19.

Apesar de Portugal estar na linha da frente no que toca à taxa de vacinação contra o HPV na União Europeia e de 3 em 4 cada pais afirmarem que conhecem o Papilomavírus Humano, 20% dos pais portugueses ainda não sabe o que é o HPV e apenas metade dos pais que afirmam estar consciencializados sobre o HPV se sentem verdadeiramente informados sobre o vírus.

Estas e outras a conclusões vão ser apresentadas no Live Webcast da MSD, no próximo dia 24 de maio. 

Para assistir ao evento, faça a sua inscrição aqui.

Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?
Editorial | Jornal Médico
Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?

O regime remuneratório das USF modelo B há muito que é tema para as mais diversas discussões, parecendo ser unânime a opinião de que necessita de uma revisão, inexistente de forma séria desde a sua implementação.