Plataforma de e-learning sobre DPOC disponibiliza conteúdos formativos
DATA
09/06/2022 09:22:39
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Plataforma de e-learning sobre DPOC disponibiliza conteúdos formativos

O Jornal Médico, com o apoio científico da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e com o apoio da Bial, lança uma plataforma de e-learning sobre doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), dirigida a profissionais de saúde das áreas da Pneumologia; Medicina Interna; Imunoalergologia; Medicina Geral e Familiar; e Médicos do Ano Comum.

A formação consiste num conjunto de 7 módulos vídeo, disponíveis na plataforma, e é complementada por um manual de 32 páginas com conteúdos atualizados sobre a patologia que será distribuído a partir de setembro e encartado com o Jornal Médico em novembro. Os nove formadores são especialistas em Pneumologia e uma especialista em Medicina Geral e Familiar.

A lista de formadores é composta por António Morais, presidente da SPP; Marta Drummond, professora auxiliar da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; Paula Pinto, vice-presidente da SPP; Joaquim Moita, presidente da Associação Portuguesa do Sono; Cidália Rodrigues, secretária-geral adjunta da SPP;  Ana Sofia Oliveira, secretária-geral da SPP; Miguel Guimarães, primeiro vogal do Conselho Fiscal da SPP;  João Cardoso, pneumologista do Hospital de Santa Marta; António Bugalho, coordenador do serviço de pneumologia do hospital CUF Descobertas; e Cláudia Vicente, coordenadora do GRESP (Grupo de Doenças Respiratórias da APMGF).

O primeiro módulo reflete sobre o panorama geral da doença em Portugal. Intitulado de “Prevalência e impacto da DPOC em Portugal” serve de introdução ao tema e às suas implicações e será lecionado por António Morais.

O segundo módulo aborda a importância do diagnóstico precoce e o terceiro explica os fatores de risco e prevenção. Ambos serão ministrados por Marta Drummond, e Paula Pinto.

Joaquim Moita e Cidália Rodrigues juntam-se no quarto módulo para falar sobre o controlo da DPOC e a importância das intervenções não-farmacológicas.

O quinto módulo foca-se nas recentes guidelines e o algoritmo de intervenção farmacológica da DPOC, com o apoio da dupla Ana Sofia Oliveira e Miguel Guimarães.

Por fim, o pneumologista João Cardoso dedica o sexto módulo às exacerbações da DPOC, enquanto, o sétimo módulo fica entregue à dupla António Bugalho e Cláudia Vicente, que vai debater a papel do médico de família e a referenciação hospitalar.

A inscrição no curso é gratuita mediante inscrição prévia, que pode ser feita aqui.

Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?
Editorial | Jornal Médico
Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?

O regime remuneratório das USF modelo B há muito que é tema para as mais diversas discussões, parecendo ser unânime a opinião de que necessita de uma revisão, inexistente de forma séria desde a sua implementação.