SPLS vai premiar projetos que promovem literacia em saúde em Portugal
DATA
07/07/2022 09:15:47
AUTOR
Jornal Médico
SPLS vai premiar projetos que promovem literacia em saúde em Portugal

A Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS) vai lançar a 1.ª edição do Prémio Nacional de Literacia em Saúde (PNLS), que pretende destacar projetos e estratégias relevantes na promoção de uma literacia ativa nesta área.

O PNLS tem como principal objetivo galardoar equipas de trabalho que desenvolvem a sua atividade de investigação ou no terreno, em Portugal, e que tenham implementado ou venham a implementar estratégias de literacia em saúde. Estes projetos devem focar-se em intervenções relacionadas com o melhor acesso, compreensão e uso da informação e dos recursos em saúde, conducentes a ganhos em saúde e bem-estar dos destinatários.

Para Cristina Vaz de Almeida, presidente da SPLS, este é um “excelente momento” para dinamizar esta iniciativa, “tendo em conta os esforços feitos nos últimos anos pela literacia em saúde por parte de tantos profissionais e das intervenções evidentes no terreno”.  

Podem inscrever-se equipas ou entidades que exerçam atividade profissional na área da saúde, do social, da educação, na academia, em empresas de comunicação e outros organismos ligados à economia do terceiro sector, como IPSS, associações de moradores, associações de doentes, empreendedores sociais, entre outros.

Dividida em duas categorias, esta distinção assume uma componente transversal. Em primeiro lugar, o PNLS vai destacar entidades que tenham atuado na promoção da vigilância em saúde e da vacinação através do patrocínio da Ciência Viva. Já na categoria do domínio da segurança e da capacitação do doente, das associações representativas de doentes e dos cuidadores, a SPLS conta com o apoio da Roche. Cada categoria representa um prémio total de 5 mil euros para o vencedor.  

Segundo o regulamento, o júri é constituído por sete membros, - quatro elementos da SPLS, duas personalidades de reconhecido mérito nacional e um representante da organização patrocinadora.

Esta primeira edição da iniciativa vai atribuir um total de 10 mil euros e tem inscrições abertas até ao dia 7 setembro. A atribuição pública do prémio acontece em março de 2023, em data e local ainda a anunciar Saiba mais, aqui.

Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.