Vera Pires da Silva: Capacitar internos e jovens médicos de família para exercer a sua profissão “de forma feliz e realizada”
DATA
06/10/2022 15:22:32
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Vera Pires da Silva: Capacitar internos e jovens médicos de família para exercer a sua profissão “de forma feliz e realizada”

Assuntos do foro da gestão da carreira, incluindo a prevenção de burnout, outros organizacionais, como por exemplo construção de Unidades de Saúde Familiares, e sessões monotemáticas da prática clínica, convergiram num programa “abrangente”, refere Vera Pires da Silva, membro da comissão organizadora e científica da 20.ª edição do Encontro Nacional de Internos e Jovens Médicos de Família.

O principal intuito deste congresso dedicado a internos e jovens médicos de família é, no entender de Vera Pires da Silva, atender “às várias necessidades como médicos para que consigam enriquecer e partilhar as suas experiências, sentindo-se mais capacitados a exercer a sua profissão de forma feliz e realizada”, expressou a atual coordenadora do Grupo de Estudos da Saúde da Mulher, da APMGF.

Por sua vez, Nuno Jacinto, presidente da APMGF e membro da organização do congresso, acrescenta que a necessidade de manter a existência de um evento dedicado aos elementos mais jovens da profissão, serve para “salientar a importância que os internos e jovens médicos de família têm, não só na Medicina Geral e Familiar, mas também nos Cuidados Primários, no SNS e em todo o sistema de saúde português”. Nesse sentido, “os médicos de família, sejam eles mais velhos ou mais novos farão sempre parte da solução e nunca do problema”.

A cerimónia de abertura com ainda com as intervenções da secretária de Estado da Promoção da Saúde, Margarida Tavares, e via ligação digital, bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães.

O encontro decorreu de 29 setembro a 1 de outubro no auditório da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa.

You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade
Editorial | António Luz Pereira, Direção da APMGF
You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade

No ano de 2021, foram realizadas 36 milhões de consultas médicas nos cuidados de saúde primários, mais 10,7% do que em 2020 e mais 14,2% do que em 2019. Ou seja, aproximadamente, a cada segundo foi realizada uma consulta médica.