“Pequenos Passos para Grandes Mudanças” com impacto nas Unidades de Saúde Familiares
DATA
21/11/2022 14:22:59
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



“Pequenos Passos para Grandes Mudanças” com impacto nas Unidades de Saúde Familiares

A conferência “Que soluções para a sustentabilidade e melhor performance do SNS?”, decorre amanhã, 22 de novembro, pelas 17h00, online e presencial, na NOVA SE, e pretende debater questões importantes no âmbito das melhorias dos Cuidados de Saúde Primários, apresentando medidas de caráter micro e com recurso à metodologia de avaliação de impacto na saúde, cuja implementação faria grande diferença na qualidade e na eficiência dos cuidados prestados pelo SNS, designadamente no que se refere à evolução do modelo das Unidades de Saúde Familiar (USF) e à regularização dos pagamentos em atraso nos hospitais do SNS.

Inserido no ciclo “Pequenos Passos para Grandes Mudanças”, promovido pelo Institute of Public Policy (IPP) e pela SEDES - Associação para o Desenvolvimento Económico e Social, esta conferência, que conta com o apoio da Nova School of Business and Economics (Nova SBE), terá como principal orador Pedro Pita Barros, professor da Nova SBE, que irá apresentar propostas para a melhoria do SNS.

Durante a sessão, serão discutidas as seguintes questões: como podemos melhorar o acesso aos cuidados de saúde primários? Que mudanças devem ser introduzidas nas Unidades de Saúde Familiar? E que medidas precisamos implementar para que toda a população tenha um médico de família atribuído? Nos hospitais do SNS, como podem ser resolvidos os atrasos nos pagamentos?  E como vamos melhorar a qualidade da gestão e credibilizar os instrumentos de gestão existentes? 

Em “Que soluções para a sustentabilidade e melhor performance do SNS?”, Álvaro Beleza e Paulo Trigo Pereira fazem um convite à reflexão, num evento que terá, ainda, a participação do Coordenador do Observatório SEDES para a Saúde e professor da Nova SBE, Nadim Habib, e de Catarina Delaunay, membro do Conselho Coordenador da SEDES e investigadora no Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa.

O evento estará acessível online através do link

You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade
Editorial | António Luz Pereira, Direção da APMGF
You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade

No ano de 2021, foram realizadas 36 milhões de consultas médicas nos cuidados de saúde primários, mais 10,7% do que em 2020 e mais 14,2% do que em 2019. Ou seja, aproximadamente, a cada segundo foi realizada uma consulta médica.