SNS 24 inaugura primeiro balcão para pessoas em situação de dependência
DATA
20/01/2023 13:38:33
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

SNS 24 inaugura primeiro balcão para pessoas em situação de dependência

O Ministério da Saúde e o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social apresentaram a 19 de janeiro, em Arcos de Valdevez, o projeto de alargamento dos Balcões SNS 24 ao setor social e solidário, com a inauguração do primeiro balcão na Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez, seguida da assinatura do Protocolo de Colaboração entre a União das Misericórdias Portuguesas (UMP), as Mutualidades Portuguesas, a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) e a Confecoop – Confederação Cooperativa Portuguesa.

O Balcão SNS 24 facilita o acesso dos cidadãos aos serviços de saúde do SNS, avançando com essa resposta nas Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI), Lares Residenciais para Pessoas com Deficiência (LR) e nas Unidades da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), o que permite assegurar uma resposta de proximidade e qualidade e ultrapassar algumas barreiras existentes nestas faixas etárias no acesso às tecnologias.

O alargamento da resposta ao setor social, nomeadamente às ERPI, às LR e às unidades da RNCCI, contribui para qualificar estes serviços com respostas inovadoras, que facilitam e medeiam o acesso dos seus utentes aos Cuidados de Saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“Esta articulação contribui para salvaguardar a saúde, o bem-estar e o conforto da pessoa idosa, na medida em que permitirá evitar deslocações desnecessárias aos hospitais, em viagens muitas vezes dificultadas pela mobilidade condicionada”. Em simultâneo, “o contacto, feito a partir do local em que a pessoa idosa vive, minimiza o risco acrescido de infeção hospitalar num contexto de fragilidade”, afirmam as entidades em resposta conjunta.

Contribuirá ainda para promover o uso adequado dos serviços de urgência, proporcionando soluções em proximidade em quadros clínicos que não justificam uma ida ao hospital e incrementando, consequentemente, a qualidade e eficiência da resposta dos Serviços de Saúde do SNS.

No total, estão já em funcionamento 322 Balcões SNS24. O projeto de expansão desta resposta em saúde para o sector social, que será mais amplo, permite dar um novo passo neste conceito, ao direcionar serviços de saúde para uma população vulnerável, através de uma rede representativa, estruturada e disseminada pelo país.

Para assegurar que a implementação é efetiva e consistente, o projeto será aplicado de forma faseada e progressiva, numa primeira fase, nas ERPI e nas unidades da RNCCI que pertençam às áreas de influência de Unidades Locais de Saúde (ULS), prevendo-se o alargamento às restantes respostas sociais numa fase posterior.

É urgente desburocratizar os Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Jornal Médico
É urgente desburocratizar os Cuidados de Saúde Primários

Neste momento os CSP encontram-se sobrecarregados de processos burocráticos inúteis, duplicados, desnecessários, que comprometem a relação médico-doente e que retiram tempo para a atividade assistencial.