Estudo identifica molécula envolvida na extinção do medo com potencial para desenvolver terapias para a ansiedade
DATA
12/02/2024 09:34:57
AUTOR
Jornal Médico
Estudo identifica molécula envolvida na extinção do medo com potencial para desenvolver terapias para a ansiedade

Equipa de investigação liderada pela Universidade de Coimbra (UC) identificou um novo mediador responsável pela alteração das memórias de medo. Os cientistas acreditam que esta descoberta pode contribuir para criar novas terapias mais eficazes para o tratamento de perturbações de ansiedade. Estas patologias são marcadas por um medo exagerado ou inapropriado e por um défice na extinção do medo, sendo uma das condições de saúde mais prevalentes a nível mundial, agravada pela pandemia. 

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo

Sejam Felizes
Editorial | António Luz Pereira, vice-presidente da APMGF
Sejam Felizes

O início de cada ano é também o início do percurso de milhares de novos médicos. A todos, mas especialmente aqueles que como nós escolheram como futuro ser Médico de Família, queremos receber-vos com um desejo e um desafio. Que sejam felizes e façam com que aqueles que se cruzam convosco sejam felizes. Desejamos profundamente que este internato de formação específica em MGF seja um caminho de felicidade. Que se sintam totalmente realizados por terem escolhido a melhor especialidade do mundo. Que sejam felizes no internato, para que possam ser ainda mais felizes fora dele.

Mais lidas