BE e PSD estimam que seja preciso contratar mais de cinco mil novos profissionais de saúde para cobrir as necessidades da passagem às 35 horas semanais. Os dois partidos consideram insuficiente a contratação de apenas dois mil trabalhadores.

Published in Atualidade

O Hospital de São João, no Porto, já encerrou mais de 70 camas de internamento, bem como alguns blocos operatórios e camas de cuidados intensivos, devido à reposição das 35 horas semanais.

Published in Atualidade

O presidente do Conselho de Administração (CA) do Centro Hospitalar de Gaia/Espinho (CHVNG/E) admitiu que esta unidade pode vir a encerrar camas ou investir em trabalho adicional na sequência da reposição das 35 horas semanais.

Published in Atualidade

Cerca de 1.600 profissionais de saúde foram contratados até maio para responder à passagem às 35 horas semanais de trabalho e a maioria das 2.000 contratações adicionais já foi autorizada, disse o ministro da Saúde.

Published in Atualidade

O secretário-geral do PCP considera que a reposição das 35 horas semanais no setor da Saúde foi “uma das medidas mais justas”. No entanto, Jerónimo de Sousa pede que o Governo avance com mais contratações de profissionais de saúde. 

Published in Atualidade

O presidente do PSD alertou que Portugal vai pagar um preço político elevado pela redução das 40 para as 35 horas semanais na Saúde, alegando que a medida sustenta o acordo de governo entre a esquerda parlamentar.

Published in Atualidade

Enfermeiros, assistentes e técnicos de saúde realizaram uma greve às horas extraordinárias, no mesmo dia em que regressam às 35 horas de trabalho semanais [1 de julho].

Published in Atualidade

O ministro da Saúde afirmou, hoje, que a contratação planeada de profissionais de saúde na sequência da aplicação das 35 horas semanais visa garantir o funcionamento dos serviços, assegurando que as entidades do setor reagirão rapidamente caso seja necessário.

Published in Atualidade
Pág. 2 de 3
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas