O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou que o aumento de 4,3% na despesa da saúde verificado até agosto, divulgado segunda-feira pela Direção-Geral do Orçamento, é indicador de que não existiu austeridade no setor.

Published in Atualidade

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social afirmou que “os desafios” colocados aos estados com o envelhecimento populacional exigem “políticas inclusivas e sustentáveis” para as pessoas de todas as idades. As declarações surgiram durante a abertura da Conferência Internacional das Nações Unidas sobre o envelhecimento ativo, que decorre até hoje, em Lisboa, subordinada ao tema “Uma sociedade sustentável para todas as idades".

Published in Atualidade

O ministro da Saúde defendeu ontem, em Bruxelas, que a atribuição da sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA) à cidade do Porto constituiria um justo reconhecimento a Portugal pela sua “história de sucesso”.

Published in Atualidade

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, recusou ontem qualquer interferência na gestão dos hospitais acerca do protesto dos enfermeiros especialistas, sublinhando a prevalência da legalidade e da segurança clínica.

Published in Atualidade

O tratamento com os novos fármacos para a hepatite C evitou, no primeiro ano de aplicação, 3.477 mortes prematuras e 339 transplantes hepáticos, poupando ao Estado 271,4 milhões de euros com tratamentos das consequências da evolução da doença.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos acusou ontem Adalberto Campos Fernandes de “falhar mais uma vez” um compromisso, lamentando que os Centros de Avaliação Médica [e Psicológica] (CAMP) para as cartas de condução não tenham sido aprovados em Conselho de Ministros.

Published in Atualidade

A presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Helena Roseta, informou ontem ter tido a garantia verbal do ministro da Saúde de que “nada será feito”, no âmbito da reorganização da rede hospitalar da cidade sem o aval deste órgão autárquico.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos afirmou ontem que o número de clínicos que optou por exercer em zonas carenciadas “ainda é muito baixo”, situação que atribui a um pacote de incentivos que “não é verdadeiramente estimulante”.

Published in Atualidade
Pág. 10 de 30
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas