A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, responsabilizou o primeiro-ministro, António Costa, pelo “colapso dos serviços públicos”, especialmente na Saúde e Transportes.

Published in Atualidade

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, reafirmou hoje a oposição deste partido à despenalização da eutanásia por “razões políticas muito sérias”, defendendo que os deputados não têm mandato para votar esta alteração à lei.

Published in Atualidade

A presidente do CDS-PP acusou o ministro das Finanças de não ter “nenhuma sensibilidade, nenhuma humanidade” para a saúde, defendendo que os centristas vão “esperar para ver” a concretização das obras no Centro Hospitalar de São João (CHSJ).

Published in Atualidade

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, defendeu que a saúde é “um parente pobre da governação”, argumentando que 5,4% do PIB investidos nessa área é “muito pouco” e é preciso mais investimento.

Published in Atualidade

A presidente do CDS-PP recusou hoje que o “caos nas urgências” se deva à gripe, responsabilizando o Governo pelas fragilidades, acusando o ministro da Saúde e o primeiro-ministro de não dizerem a verdade aos portugueses e aos profissionais da área.

Published in Atualidade

A presidente do CDS-PP lamentou que o ministro da Saúde só depois de “muita insistência” tenha reconhecido que informou mal o primeiro-ministro, que disse que abriram 23 unidades de saúde familiar (USF) quando nenhuma foi “regularmente” aberta.

Published in Atualidade

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou hoje que a Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar desmente o primeiro-ministro, António Costa, sobre a abertura de 23 unidades em 2017.

Published in Atualidade

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, questionou ontem se existe “má gestão” na saúde, dada a degradação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e perante as garantias de reforço de profissionais, consultas e cirurgias avançadas pelo primeiro-ministro, António Costa.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 2
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas