Displaying items by tag: Bial

Farmacêutica portuguesa estabelece parceria de licenciamento exclusivo com a norte-americana Sunovion, que abre as portas à comercialização do medicamento para a doença de Parkinson na União Europeia (UE), Espaço Económico Europeu (EEE) e no Reino Unido.

Published in Terapêutica

A empresa farmacêutica BIAL desenvolveu uma nova área no site “Keep it ON”, dedicado à doença de Parkinson, que tem como objetivo apoiar as pessoas que padecem desta patologia.

Published in Atualidade

A BIAL, farmacêutica portuguesa, vai organizar o simpósio “Da mudança de paradigma da diabetes da ICFEr à prática clínica”, no dia 11 de março, no 17.º Congresso Português de Diabetes.

Published in Atualidade

O gestor António Horta-Osório vai ser o novo presidente do Conselho de Administração da farmacêutica Bial a partir de abril, depois de deixar a presidência executiva do banco Lloyds, substituindo Luís Portela no cargo.

Published in Atualidade
No dia 10 de dezembro, às 21h00, decorrerá um evento virtual de formação médica nas áreas da diabetes e insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida, intitulado “O Paradigma da Diabetes e da Insuficiência Cardíaca está a mudar”.
Published in Atualidade

De modo a celebrar o seu 25º aniversário, a farmacêutica BIAL organizou uma exposição intitulada ‘Fundação BIAL – 25 Anos’, que esteve desde outubro de 2019 em exibição em várias faculdades e institutos médicos portugueses, e que agora se encontra disponível online.

Published in Atualidade

A Bial criou uma filial nos EUA para desenvolvimento de terapias para a doença de Parkinson e comprou os projetos de investigação nesta área à norte-americana Lysosomal Therapeutics, num investimento estimado até 130 milhões de dólares, foi hoje anunciado.

Published in Terapêutica
Tagged under

O Ongentys – fármaco desenvolvido e fabricado por Bial para o tratamento da doença de Parkinson – já começou a ser comercializado nos mercados norte-americano e japonês.

Published in Terapêutica
Pág. 1 de 8
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.