sexta-feira, 13 dezembro 2019 10:22

Canábis Medicinal: estaremos preparados?

A planta Cannabis sativa L. é conhecida há séculos e apresenta mais de 500 substâncias.

Published in Opinião

A primeira fábrica em território nacional de produção de canábis medicinal vai assegurar 200 postos de trabalho até ao final do ano, em Cantanhede, anunciou o CEO da Tilray, Brendan Kennedy.

Published in Atualidade

A regulamentação da lei do uso da canábis para fins medicinais, desde o cultivo até à dispensa dos medicamentos em farmácia, estará concluída até ao final do ano, garantiu o Infarmed.

Published in Atualidade

O Conselho Nacional da Ordem dos Médicos (OM) vai promover, no próximo dia 18 de abril, pelas 18h, na sede da organização, em Lisboa, a primeira conferência de um ciclo de debates, dedicada ao tema “Canábis medicinal: riscos e benefícios”.

Published in Atualidade

A Ordem dos Farmacêuticos (OF) considera que o cultivo e uso da planta da canábis é “uma não solução” e representa “deixar os doentes abandonados à sua sorte”.

Published in Atualidade

As propostas partidárias que preveem a legalização da canábis para fins terapêuticos suscitam “muitas dúvidas” ao diretor do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Adictivos e nas Dependências (SICAD), João Goulão, que apontou hoje no parlamento imprecisões nos articulados propostos e confusões entre usos terapêuticos e recreativos.

Published in Atualidade

A Grécia vai autorizar o uso de canábis para fins terapêuticos através de uma emenda, a submeter em breve ao Parlamento, o que vai atrair investimentos no setor, anunciou o ministro do Desenvolvimento Agrícola, Yannis Tsironis.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 2
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas