Displaying items by tag: Crianças

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) apontou vários problemas ao nível da oferta de cuidados de saúde mental dirigida a crianças e adolescentes portugueses, classificando-a como “muito deficiente”.

Published in Atualidade

Estratégias simples para aliviar a dor nas crianças, como, por exemplo, fazer bolinhas de sabão devem ser usadas por todos os profissionais de saúde, defendeu uma especialista da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED).

Published in Atualidade
quinta-feira, 04 outubro 2018 16:48

Angola: Malnutrição grave matou 804 crianças em 2017

Em 2017, a malnutrição grave matou 804 crianças angolanas com menos de 5 anos. Esta é a sétima doença com maior número de mortes notificadas pelas autoridades.

Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV) lançou um vídeo de sensibilização sobre a escoliose dirigido a alunos das escolas secundárias.

Published in Atualidade

A malária é a causa de 35.5% das mortes anuais em crianças entre os zero e os cinco anos, na província do Cuanza Sul, em Angola, devido à insuficiente cobertura sanitária, fraca manutenção dos hospitais, entre outros fatores.

Published in Atualidade

O Governo holandês está a ponderar proibir a entrada de crianças não vacinadas contra o sarampo, varicela e a rubéola nas creches.

Published in Atualidade

A malária mata diariamente duas a três crianças, no banco pediátrico do Hospital Geral do Moxico, no leste de Angola, situação que acontece nos nove meses de época chuvosa do país.

Published in Atualidade

Os hospitais têm, a partir de hoje, uma ferramenta desenvolvida pela Ordem dos Nutricionista (ON) que permite avaliar o estado nutricional das crianças que são internadas e intervir de forma adequada em casos de riscos.

Published in Atualidade
Pág. 3 de 4
Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas