O número de casos de sarampo subiu para 29 desde o dia 8 de novembro até ao final da tarde de segunda-feira na região de Lisboa e Vale do Tejo, avançou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Published in Atualidade

O presidente da Comissão Nacional de Saúde Materna, da Criança e do Adolescente, Gonçalo Cordeiro Ferreira, defendeu a criação de um Observatório da Criança em Portugal.

Published in Atualidade

A taxa de cesarianas realizada em hospitais privados é mais do dobro do que a registada nos hospitais públicos, sendo necessária uma reflexão sobre esta “assimetria”, alerta a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Published in Atualidade

O número de casos de sarampo na região de Lisboa e Vale do Tejo subiu para 26, entre os dias 8 de novembro e 4 de dezembro, revela o último balanço da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Published in Atualidade

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, receia que a decisão do parlamento de incluir três novas vacinas no Programa Nacional de Vacinação (PNV) abra um precedente num assunto que é do foro da prescrição médica.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos (OM) criticou o facto do parlamente ter aprovado a integração de três novas vacinas do Programa Nacional de Vacinação (PNV) sem ouvir a Direção-geral da Saúde (DGS), que está ainda estudar o assunto.

Published in Atualidade
sexta-feira, 23 novembro 2018 10:56

Gripe: Mais de 850 mil pessoas já se vacinaram

Mais de 850 mil pessoas já se vacinaram contra o vírus gripe, gratuitamente, nas unidades de saúde ou em instituições como lares, unidades de cuidados continuados ou prisões.

Published in Atualidade
sexta-feira, 23 novembro 2018 10:43

DGS: Número de casos de sarampo sobe para 15

O número de casos de sarampo na região de Lisboa e Vale do Tejo subiu para 15, dois deles são crianças, anunciou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Published in Atualidade
Pág. 3 de 21
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas