A atividade gripal mantém-se de baixa intensidade e com tendência decrescente em Portugal, de acordo com o último Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe.

Published in Atualidade

A Direção-Geral da Saúde (DGS) indicou que as recomendações europeias no âmbito do rastreio do cancro colorretal continuam a ser a pesquisa de sangue oculto como teste primário, mas reconheceu que a colonoscopia tem maior capacidade de diagnóstico.

Published in Atualidade

A diretora-geral da Saúde manifestou-se hoje satisfeita com a posição de Portugal no ranking que avalia os cuidados de saúde dos europeus, sublinhando as melhorias em áreas como o tempo de espera nas urgências e a Saúde Oral.

Published in Atualidade
sexta-feira, 26 janeiro 2018 11:40

DGS: pico da gripe já deverá ter sido atingido

A atividade gripal em Portugal está "com tendência para a estabilidade", com todos os valores a indicarem que o pico "já tenha sido atingido", afirmou ontem a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Published in Atualidade
quinta-feira, 04 janeiro 2018 17:35

Atividade gripal é leve a moderada

Portugal está já em epidemia de gripe, mas a atividade gripal é leve a moderada e o vírus dominante a circular dá geralmente épocas gripais de menor intensidade, disse hoje a diretora-geral da saúde.

Published in Atualidade

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) assegurou o acesso à saúde a todos os refugiados acolhidos em Portugal ao abrigo do programa de recolocação da União Europeia, anunciou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Published in Atualidade

A vacinação dos profissionais de saúde contra a gripe é “quase um imperativo deontológico e ético”, afirmou a diretora-geral da Saúde, apelando à vacinação dos grupos de risco.

Published in Atualidade

O diretor do Programa Nacional de Promoção da Alimentação Saudável, Pedro Graça, afirmou hoje à Agência Lusa que é necessário simplificar os rótulos dos alimentos para aumentar o acesso das pessoas com menor literacia a uma alimentação equilibrada.

Published in Atualidade
Pág. 7 de 21
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas